Leilão P&G próximo a Noronha recebe críticas

A proposta de inclusão de uma área próxima ao Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha na 17ª Rodada de Licitações de blocos para exploração e produção de petróleo e gás natural, feitas pelo governo federal, tem gerado críticas de ambientalistas e do governo de Pernambuco. A área em questão está localizada na bacia Potiguar.

O assunto foi debatido pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), na última quarta-feira (3). O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) emitiu uma nota técnica apontando riscos da inclusão desses blocos, por conta da proximidade com Noronha e com a Reserva Biológica do Atol das Rocas, sendo ambos territórios naturais de grande mobilidade marinha. O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), afirmou pelas redes sociais reconhecer as recomendações técnicas.

Por sua vez, a ANP apontou que apesar do alerta do ICMBio, as conclusões da nota técnica “apontaram as sensibilidades ambientais das regiões consideradas e mencionaram os impactos potenciais das atividades, mas indicaram que não seria possível uma avaliação definitiva em função da ausência de informações mais precisas”.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta