Maricá: projeto ganha força com royalties

A mumbuca, moeda local de Maricá (município da Região Metropolitana do Rio de Janeiro), foi criada em 2013 e anda ganhando destaque, principalmente agora nas eleições municipais. A moeda é a base de um projeto de transferência de renda que repassa 130 reais por mês a 42,5 mil habitantes que ganham até três salários mínimos, um quarto da população. Premiada com os royalties do petróleo, a cidade valeu-se dos ganhos recentes com a descoberta do pré-sal para ampliar o programa. 

A moeda só pode ser usada no município, o que movimenta o comércio e os serviços locais e garante um incremento da receita de impostos. Segundo o professor de Economia da Universidade Federal Fluminense, Fábio Waltenberg, o impacto do programa para a cidade têm sido expressivo: “O projeto chegou a distribuir 300 reais no auge da crise da Covid-19, colocou bastante dinheiro em circulação e fez o município garantir saldo positivo de empregos, mesmo nos piores meses da doença.” 

A moeda local ganhou fama internacional e serve de base para propostas de campanha pelo Brasil, como de Benedita da Silva, Manuela d’Ávila, Celso Russomanno, Guilherme Boulos, João Derly e Jilmar Tatto, entre outros. O problema em questão seria se as cidades teriam fôlego para adoção do projeto, visto que no caso de Maricá, o programa se fortaleceu com os royalties do petróleo.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta