Mercado de petróleo pode ainda estar longe do equilíbrio

Apesar de todos os esforços dos países membros da Opep e demais produtores de petróleo do mundo, o preço do famoso “ouro negro”, bem como de seus derivados está longe de encontrar o equilíbrio. Pelo menos é isso que afirmam os analistas da ING Bank, que aponta o aumento dos estoques de gasolina nos Estados Unidos, bem como a elevação da produção do óleo na Líbia e na Nigéria como um dos fatores que estão atrapalhando a estabilização da balança.

Para se ter uma ideia, a produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) aumentou 336 mil barris por dia em maio, para 32,14 milhões de barris por dia, liderada por ganhos da Líbia e da Nigéria.

E ao que parece essa elevação deve subir ainda mais em junho, isso por que a Shell retornará aos embarques de petróleo na Nigéria, o que deve aumentar em até 250 mil barris por dia a mais de oferta, enquanto que a Líbia tem como meta produzir 900 mil barris por dia de petróleo este mês e 1 milhão em julho, após a reabertura de alguns dos seus campos petrolíferos.

Como ficará o mercado com toda essa reserva sobressalente? Continuamos acompanhando tudo o que acontece no mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore, aqui na Panorama Offshore. Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br. www.facebook.com/panoramaoffshore.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

10 comentários em “Mercado de petróleo pode ainda estar longe do equilíbrio

Deixe uma resposta