México assina acordo de produção não-Opep

O mercado do petróleo ficou surpreendido ao saber do acordo assinado pelo México que vai na contramão da Opep. Com promessa de redução de produção de curto prazo, o país, que também participou da reunião dos produtores no sim de semana, apenas se comprometeu a reduzir em 100 mil bp em 2017, quando o combinado entre os membros da Opep é de 558 mil bp.

Em entrevista ao Think Tank, em Washington, o ministro do México Aldo Flores, não comentou sobre a declaração, mas disse que a participação do México na reunião de Viena estava no contexto da queda esperada da produção da estatal mexicana Pemex. E que um declínio gerenciado também ajudará a trazer o mercado para o equilíbrio.

Com declínio crescente, a produção de petróleo do México chegou ao pico de 3,4 milhões de bd em 2004. Novos declínios já foram incluídos no orçamento do país para 2017. O país agora se prepara para conduzir mais rodadas de licenciamento no próximo ano, o que desmembrará do monopólio da Pemex.



Deixe uma resposta