Negociações da Petrobras podem ficar prejudicadas com entrave de venda de ativos

Proibida de concluir a venda de novos ativos e de iniciar projetos com parceiros, com exceção dos que estavam fase de negociação, desde dezembro de 2016, por uma medida cautelar do Tribunal de Contas da União (TCU), a Petrobras vem se mostrando preocupada em não conseguir executar o programa de investimentos deste ano.

Segundo fontes do jornal O Globo, a estatal está aguardando que o TCU julgue o processo no próximo dia 8, liberando-a para que retome o programa, que tem ordem de US$ 15 bilhões, sem recursos adicionais. A empresa, informou em nota que, a venda de ativos e o programa de parcerias é um dos “pontos chaves” para recuperação financeira da estatal.

Devido a liminar, no período de 2015/2016, a Petrobras não conseguiu atingir a meta de US$ 15,1 bilhões em vendas de ativos como era previsto, sendo totalizada em US$ 13,6 bilhões. A meta que a estatal pretende atingir no período de 2017/2018 é maior, de US$ 21 bilhões.

Quer obter mais informações sobre o mundo offshore? Interaja com o Panorama, o portal que é a ferramenta ideal para os que precisam e buscam informações e notícias de qualidade sobre petróleo, gás e offshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore



Deixe uma resposta