Noble e Shell alteram contratos de perfuração

A Noble Corporation e algumas subsidiárias da Royal Dutch Shell plc (NYSE: RDS.A) anunciaram uma concordata que altera os contratos de longo prazo existes nos três navios de perfuração em águas ultra profundas, o Noble Bully II, Noble Globetrotter I e Noble Globetrotter II. O acordo beneficia ambas as partes.

As taxas diárias dos equipamentos preveem agora um piso de US $ 275 mil por dia, o que representa um valor mínimo de mercado. Além disso, a Shell ganhou a concessão de direito de ociosidade do Noble Globetrotter II por um período de até 730 dias, a começar de janeiro de 2017 e durante esse período a taxa negociada a ser paga será de US $ 185 mil dólares por dia.

No Noble Bully II, a Shell recebeu o período de ociosidade de até 365 dias, que deve começar no mais tardar em maio de 2017. Já o Noble Bully II faz parte da joint venture Bully (Noble 50%, Shell 50%), que contém contrato de taxa de piso diário de US $ 200 mil por dia, mais despesas operacionais.

O presidente e CEO da Noble Corporation plc, David W. Williams, informou que o acordo oferece a Noble mais clareza nas taxas diárias e fluxos de caixa operacionais durante a duração dos contratos das três plataformas, o que oferece mais flexibilidade financeira a indústria offshore e impulsiona oportunidades perante a recente recuperação do petróleo.



Deixe uma resposta