Novo presidente da Petrobras aproxima privatização da estatal

A presidência da Petrobras será assumida por Roberto Castello Branco – por indicação de Paulo Guedes –  no próximo governo. A informação foi confirmada pela assessoria do futuro ministro da Economia. Em sua carreira, Castello Branco já atuou à frente do Banco Central e da Vale.

O futuro presidente da Petrobras fazia parte do corpo de especialistas que formularam propostas econômicas de caráter liberal para o presidenciável, durante o período de campanha eleitoral. A nomeação de Castello Branco dá indícios a uma solene abertura de porta à entrada da pauta de política de privatização da estatal.

Jair Bolsonaro, presidente eleito, já cede cargos aos nomes escolhidos para compor o cenário do seu governo. Atualmente, a estatal está no comando de Ivan Monteiro, e deve ser assumida por Castello Branco somente em 2019, quando Bolsonaro tomará posse da presidência da República.

Castello Branco, que é formado pela Universidade de Chicago – assim como Paulo Guedes – , também já ocupou cargos de direção no Banco Central e da mineradora Vale. Além de já ter atuado como membro do Conselho de Administração da Petrobras entre 2015 e 2016. Hoje, exerce o cargo de diretor da FGV (Fundação Getúlio Vargas).

Fique por dentro das últimas notícias que envolvem o mercado de petróleo, gás, energia, biocombustíveis, onshore e offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui! Acesse: www.panoramaoffshore.com.br e www.facebook.com/panoramaoffshore



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *