Opep e demanda devem segurar preço do barril este ano

O forte cumprimento pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de seu acordo para cortes de oferta, a demanda robusta e interrupções do fornecimento no Oriente Médio devem elevar o preço médio do petróleo neste ano para mais de 67 dólares o barril, mostrou uma pesquisa da Reuters nesta segunda-feira.

A pesquisa com 38 economistas e analistas prevê que o Brent alcance uma média de 67,40 dólares em 2018, mais de 5 por cento superior aos 63,97 dólares projetados na pesquisa do mês anterior. É também a maior previsão média para o preço do Brent em 2018 desde pelo menos dezembro de 2015.

“Com a situação do mercado mais apertada, a posição da Opep sobre os cortes de produção é um fator importante para os preços seguirem subindo. Além disso, a demanda por petróleo deve continuar saudável em 2018 e 2019, com o crescimento do PIB acima do esperado”, disse Rahul Prithiani, diretor na empresa de pesquisas Crisil.

“Uma forte adesão (aos cortes na produção) é esperada em geral durante o ano… O crescimento do PIB mundial deve subir para 3,9 por cento neste ano e em 2019. Como resultado, o crescimento da demanda por petróleo também deverá permanecer robusto nos próximos dois anos.”

Liderada pela Arábia Saudita, a Opep e produtores aliados reduziram a produção desde 2017 para enfrentar um excesso de oferta global que deprimiu os preços do petróleo entre 2014 e 2016.

Como resultado de um mercado cada vez mais restritivo, o Brent e o WTI dos EUA atingiram o maior nível desde novembro de 2014 em abril, a 75,47 dólares e 69,56 dólares por barril, respectivamente.

Os preços do Brent subiram quase 11 por cento até agora neste ano, enquanto os preços do WTI subiram 12,6 por cento.

Fonte: Exame



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *