Os biocombustíveis podem competir com o setor de petróleo e gás

Os investimentos em biocombustíveis têm aumentado significativamente nos últimos anos e, com isso, pode afetar o setor de petrolífero e de gás em competição. Esses tipos de combustíveis vieram para amenizar os impactos ambientais no planeta, e têm metas a serem alcançadas em curto prazo.

A produção dos biocombustíveis é feita a partir do cultivo de soja, milho, amendoim, girassol, cana de açúcar, eucalipto, babaçu, glicerina, entre outros. Porém essa medida não implica em nenhuma mudança na exploração de petróleo e gás, tanto que não só continuará, mas será ampliado também.

Segundo a Revista FGV Energia, o Brasil possui um potencial de produzir cerca de 78 milhões de metros cúbicos diários de biogás e biometano. Esse dado leva em consideração números de 2017 e consta de um levantamento apresentado pela Associação Brasileira de Biogás e de Biometano (ABiogás).

No entanto a geração de combustíveis através do óleo e gás permanecem a principal fonte de abastecimento do mercado offshore e da economia nacional e internacional. Não deixando de ser importante para o desenvolvimento do comércio.

Confira o portal da Panorama Offshore e tenha acesso aos conteúdos voltados para o mercado de petróleo, gás, energia, biocombustíveis, onshore e offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui! Acesse: www.panoramaoffshore.com.br e www.facebook.com/panoramaoffshore.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *