Pandemia provoca demissões em Saudi Aramco

A gigante do petróleo Saudi Aramco deu início a uma série de demissões por conta da crise gerada pelo novo coronavírus. De acordo com fontes, somente neste mês, a empresa demitiu centenas de funcionários. A maior parte das vagas fechadas era ocupada por estrangeiros, segundo as fontes. No mais, a empresa tem cerca de 70 mil funcionários.

Assim como outras petroleiras, a Aramco também realizou cortes de gastos para o ano todo, visto a queda sem precedentes na demanda por petróleo que colapsou o mercado. Empresas de energia de todo o mundo também reduziram suas forças de trabalho em resposta à crise. Sabe-se que outras grandes empresas do setor P&G reduziram suas equipes entre 10% e 15% para cortar gastos e como parte de planos de reestruturação.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta