Para Neto, leilões afetaram o preço do dólar

Em uma audiência pública na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado Federal, na última terça-feira (19), o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou que o resultado abaixo do esperado dos leilões – o governo esperava arrecadar mais de R$ 100 bilhões – afetou o preço do dólar.

“O movimento mais recente que ocorreu foi por conta da cessão onerosa, que alguns agentes de mercado esperavam uma maior entrada [de dólares] do que ocorreu. Então, como a entrada de recursos foi menor do que o esperado e muitos agentes se posicionaram para capturar esse dólar caindo, você tem agora uma volta (movimento de alta do dólar)”, disse Neto.

Entretanto, para o presidente, o aumento da moeda americana ainda não trouxe o aumento do risco país, nem da taxa de juros futuros negociados pela Bolsa de Valores de São Paulo e da inflação no Brasil. Além disso, Campos afirmou que os exportadores têm demorado para trazer para o Brasil os recursos das vendas para outros países e empresas, como a Petrobras, além de ter trocado dívidas em dólar por financiamentos em reais.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta