Petrobras a salvo: liminar impede venda da estatal

A Petrobras suspendeu, na última terça-feira, 3 de junho, a privatização da estatal após liminar provisória concedida pelo ministro do STF, Ricardo Lewandowski. As vendas incluíam quatro refinarias, 10 terminais e duas subsidiárias, entre elas a transportadora de gás TAG.

Na semana passada, Lewandowski atendeu ao pedido da Fenae (Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal) e da Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro), e concedeu liminar em que determina que a privatização de estatais só pode acontecer mediante autorização do Congresso, com criação de leis específicas.

A Petrobras pretendia vender 60% de quatro refinarias, duas no Nordeste e duas no Sul. A medida poderia ter como consequência o aumento dos preços dos derivados do petróleo no País. Além das refinarias da Petrobras, o governo pretende desestatizar a Liquigás, Eletrobras, aeroportos da Infraero e a Caixa Econômica Federal.

Mantenha-se atualizado sobre tudo o que acontece no mercado de petróleo e gás através da Panorama Offshore com notícias de qualidade sobre petróleo, gás, energias, pré-sal, biocombustíveis, combustíveis, gasolina, Petrobras e offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui. Confira em www.panoramaoffshore.com.br e www.facebook.com/panoramaoffshore



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *