Petrobras adia venda de participação no polo de Marlim

Fontes informaram à Reuters, que a Petrobras adiou os planos para a venda de fatia do polo de Marlim, localizado na Bacia de Campos. A decisão teria ocorrido devido aos desafios que a estatal enfrenta em sua tentativa de reduzir a dívida em meio à pandemia.

Segundo as fontes, a petroleira havia iniciado preparativos no início deste ano para vender a participação no polo. O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, chegou a afirmar em dezembro que acreditavam que poderiam levantar de 2 bilhões a 4 bilhões de dólares com a negociação da fatia.

Porém, a estatal optou por adiar o projeto depois que a demanda por petróleo caiu em meio às medidas mundiais de isolamento para conter a disseminação do vírus. “Com o petróleo em seus níveis atuais, não faz sentido discutir um ativo tão interessante”, disse uma fonte com conhecimento direto do assunto. “Quando pode ser vendido depende de quando os preços se recuperarem. A ideia (de vender) não morreu.”

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Um comentário em “Petrobras adia venda de participação no polo de Marlim

Deixe uma resposta