Petrobras aprova acerto com Sete Brasil

Na última sexta-feira (20), a Petrobras comunicou que a diretoria executiva e o conselho de administração da petroleira aprovaram os termos finais do acordo com a Sete Brasil. Segundo a empresa, o pacto, que havia sido anunciado em março de 2018, preserva termos que já foram divulgados.

Dentre eles estão: manutenção dos contratos de afretamento e de operação referentes a quatro sondas, com vigência de 10 anos e taxa diária de US$ 299 mil; encerramento dos contratos celebrados em relação às demais 24 sondas; saída da Petrobras e de suas controladas do quadro societário das empresas do Grupo Sete Brasil e do FIP Sondas, assim como o consequente distrato de contratos não compatíveis com os termos do acordo.

Segundo a Petrobras, ficará com a Magni Partners — vencedora do leilão no âmbito da Recuperação Judicial da Sete Brasil em associação com a Etesco (empresa brasileira no mercado de óleo e gás) — o afretamento e a operação das quatro sondas remanescentes, ainda em fase de construção.

Além disso, a assinatura dos contratos que vão formalizar o trato vai depender do atendimento das regras de governança da Sete Brasil e de outras empresas envolvidas. Em relação aos outros acordos e contratos, vai depender do atendimento das condições que deverão ocorrer até 30 de junho de 2020

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta