Petrobras: benefício para poucos e prejuízo para muitos

A Petrobras, que no atual momento de recuperação econômica possui uma nova política de preços praticamente monopolista, conseguiu lucros expressivos no segundo trimestre, beneficiando assim os acionistas que tiveram suas remunerações relativas a esse ano, antecipadas.

Com os lucros oriundos principalmente das vendas de diesel, gasolina e GLP (gás liquefeito de petróleo), o valor desembolsado para os adiantamentos (cerca de R$ 31,6 bilhões) reflete que o “refresco” para os acionistas está atrelado ao peso no bolso do consumidor. Assim, a população se vê ainda mais refém de preços que estão cada vez maiores, fazendo com que muitos se vejam na situação de ter de substituir até mesmo o gás pelo uso da lenha.

Sem previsão de baixa no valor de seus produtos, a empresa que se encontra em situação de vitória, está na mira dos sindicatos que lutam contra a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal). Este, no último mês de julho, derrubou a decisão do TST (Tribunal Superior do Trabalho), que em 2018, obrigou a empresa a realizar a correção salarial de seus funcionários.

Fique por dentro do que acontece no mercado de petróleo e gás através da Panorama Offshore e obtenha informações e notícias de qualidade sobre petróleo, gás, energias, pré-sal, biocombustíveis, combustíveis, tecnologias, Petrobras e offshore e onshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui! Confira: www.panoramaoffshore.com.br / www.facebook.com/panoramaoffshore / @panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta