Petrobras estuda possibilidade de ter plataformas próprias

A Petrobras quer voltar a ter plataformas próprias e não mais alugar (afretar), o que ocorre  há seis anos e o objetivo é programar encomendas de unidades necessárias para produção de petróleo a partir de 2022, informou o diretor de Desenvolvimento da Produção e Tecnologia da Petrobras, Hugo Repsold, e isto tem o aval da melhora de condições financeiras e a redução do endividamento.

Não existe ainda definição sobre a quantidade de embarcações que a empresa pretende adquirir, o que aponta no horizonte é que a construção total ou parcial das unidades no

Brasil dará impacto na economia e na indústria naval. Com as estimativas do mercado, o custo de um FPSO – navio-plataforma – com capacidade de produção de 150 mil barris por é de US$ 1,5 bilhão no exterior.

Para a indústria naval brasileira é importante esta previsão. No ano de 2010, o setor comemorou a retomada com encomendas de plataformas e navios da Petrobras, e, desde 2015, caiu numa crise após o corte das encomendas da Petrobras, reflexo do escândalo de corrupção revelado pela Operação Lava-Jato. Hoje, estão em operação apenas 32 estaleiros, contra os 52 que existiam em 2014 e essa indústria emprega atualmente 30 mil trabalhadores, e já teve empregados 82 mil. Lembrando que cada plataforma gera pelo menos 1.000 empregos diretos.

— A Petrobras não vai arcar com ineficiência ou pagar uma diferença para compensar ineficiência ou dificuldade que exista neste setor no país. A indústria tem de atingir um grau de competitividade para disputar em igualdade de condições com outros países — disse Hugo Repsold, e acrescentou que há um debate com governo, empresas e órgãos do setor para discutir quais melhorias podem ser feitas em âmbito tributário, de infraestrutura e trabalhista para viabilizar a retomada da indústria naval.

O reaquecimento do setor é visível, principalmente pós rodadas de leilões. Em matéria anterior, A Panorama Offshore aponta de mais de 500 mil empregos devem ser gerados até o ano de 2020.  Mantenha-se sempre informado com notícias sobre tudo o que acontece no mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore. Não deixe de acessar o portal da Panorama Offshore. Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *