Petrobras inicia 2ª fase de venda de ativos em refino

A Petrobras iniciou a etapa de divulgação de oportunidades (teasers) referentes à segunda fase dos processos de venda de ativos em refino e logística que inclui a REGAP (Refinaria Gabriel Passos), REMAN (Refinaria Isaac Sabbá), LUBNOR (Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste) e SIX (Unidade de Industrialização do Xisto), assim como os seus ativos logísticos correspondentes. O anúncio foi divulgado em comunicado oficial emitido pela estatal nesta sexta-feira (13).

A venda das refinarias faz parte o plano de desinvestimentos da Petrobras que visa na venda de ativos para recuperação econômica da companhia e, consequentemente, na quebra de monopólio da estatal nos mercados onshore e offshore no Brasil. As principais informações sobre os ativos e critérios de elegibilidade para a seleção de potenciais participantes podem ser conferidas em: www.petrobras.com.br/ri.

A REGAP, localizada no município de Betim, em Minas Gerais, possui capacidade de processamento de 166 mil barris/dia (7% da capacidade total de refino de petróleo do Brasil) e seus ativos incluem um conjunto de dutos com mais de 720 Km.

A REMAN, localizada em Manaus, no Estado do Amazonas, possui capacidade de processamento de 46 mil barris/dia e seus ativos incluem um terminal de armazenamento.

A LUBNOR, localizada em Fortaleza, Ceará, possui capacidade de processamento de 8 mil barris/dia, é uma das líderes nacionais em produção de asfalto e a única no país a produzir lubrificantes naftênicos.

A SIX, localizada em São Mateus do Sul, no Paraná, possui capacidade instalada de 6 mil barris/dia e seus ativos incluem uma mina em uma das maiores reservas de xisto betuminoso do mundo e uma planta de processamento de xisto.

Fique por dentro das últimas notícias dos mercados de petróleo, gás, energia, biocombustíveis, tecnologia, onshore e offshore, através do portal da Panorama Offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui! Acesse: www.panoramaoffshore.com.br / www.facebook.com/panoramaoffshore / @panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:


Deixe uma resposta