Petrobras: Mubadala se interessa por refinarias

Após a Petrobras anunciar um processo de desinvestimento planejado, segundo a Bloomberg, o Mubadala Investment, a Raízen e a Ultrapar Participações estão entre as empresas que apresentaram ofertas não-vinculantes para adquirir as refinarias da estatal.

Para acabar com o monopólio virtual do refino de petróleo no Brasil e abrir um dos maiores mercados de combustíveis do mundo para o setor privado, a Petrobras anunciou o desinvestimento de oito de suas 13 refinarias e a primeira fase será a venda de suas plantas.

A Raízen, inclusive, está entre as empresas que manifestaram interesse em adquirir mais de uma das quatro refinarias – Rlam, Rnest, Repar e Refap. As ofertas vinculantes são esperadas para março de 2020 e a diretora financeira da Petrobras, Andrea Almeida, espera que o processo de vendas seja concluído em 2021.

O presidente da estatal, Roberto Castello Branco, também já informou que 20 empresas interessadas nas ofertas assinaram um termo de confidencialidade e que a venda das oito plantas, mais dutos e instalações de armazenamento gerariam até US$ 15 bilhões.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta