Petrobras obtém licença para operar no prospecto de Libra

O Ibama informou que emitiu a licença de operação que permite a Petrobras iniciar o Teste de Longa Duração (TLD) por meio do navio-plataforma de Libra, na Bacia de Santos. O teste é realizado com o objetivo de observar o comportamento do reservatório durante a drenagem de óleo nos reservatórios.

De acordo com o Ibama, a licença emitida estabelece 32 condicionantes para a operação do empreendimento. Entre elas, projetos de monitoramento de praias, de mamíferos aquáticos e de impactos sobre as aves na Bacia de Santos. O Ibama também determinou o desenvolvimento de um projeto para controle de poluição.

O campo de Libra tem produção estimada para teste de 30 mil barris de petróleo por dia. O consócio da área é formado pela Petrobras (operadora com 40%), Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%) e CNOOC Limited (10%), tendo como gestora do contrato de partilha da produção a Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA).

Segundo informações da estatal, a empresa pretende gerar cerca de R$ 31 bilhões de reais para a União, entre 2020 e 2025, com a produção na área de Libra. Contudo, devido a um problema na instalação de equipamentos na plataforma o início da operação para Teste, que estava previsto inicialmente para este mês de julho, está agora sem data definida para começar os trabalhos.

Mantenha-se sempre informado com notícias sobre tudo o que acontece no mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore. Não deixe de acessar o portal da Panorama Offshore. Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *