Agência melhora a classificação da Petrobras e faz crescer perspectivas

A melhoria contínua do perfil de liquidez e da métrica financeira da Petrobras nos últimos trimestres elevou a classificação de crédito da empresa de B2 para B1 e mudou a perspectiva da empresa de estável para positiva pelo risco da agência de rating Moody’s.

De acordo com o relatório da agência, a maior eficiência de custos e nova política de preços da empresa ajudaram a empresa a manter o acesso ao mercado de capitais e a refinanciar parte de sua dívida. O aumento de rating significa que a Petrobras tem mais credibilidade em relação ao crédito, o que garante ao Estado um “selo de boa remuneração”.

Para o presidente da Petrobras, Pedro Parente, a revisão da Moody’s do crédito da Moody’s é um reconhecimento do intenso trabalho da empresa para melhorar seus indicadores operacionais e reduzir suas dívidas.

De acordo com a agência, a perspectiva positiva indica que nos próximos 18 meses, se o risco de liquidez e de crédito da companhia continuar a melhorar, pode haver avanços na classificação da Petrobras. A Moody’s já elevara a classificação do estado para estável em outubro. Em 2015 e 2016, após revelações de casos de corrupção na operação da Polícia Federal, a Petrobras foi rebaixada pela mesma agência para o menor nível de rating.

Continue seguindo Panorama Offshore e mantenha-se informado sobre tudo o que acontece no petróleo, gás, energia, pré-sal, combustível, gasolina, Petrobras, mercados onshore e offshore. Lembre-se: sua empresa passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br www.facebook.com/panoramaoffshore.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta