PetroChina começa a investir em energia solar e eólica

A maior companhia petrolífera da China, a PetroChina, planeja usar parte dos US$ 38 bilhões, que receberá pela venda de uma série de gasodutos, para iniciar negócios com foco em energia eólica e solar.

Segundo Wei Fang, diretor de relações com investidores, a empresa vai usar parte dos recursos para o “desenvolvimento transformacional da empresa em um modelo verde e de baixo carbono”. Além disso, o dinheiro também será gasto com dividendos, pagamento de dívidas e investimentos na divisão de petróleo e gás. 

A PetroChina espera que as novas linhas de negócios tragam retornos sobre o patrimônio acima dos 7% a 9% que seu segmento de gasodutos estava registrando, disse Dennis Ip, analista da Daiwa Capital Markets, em relatório de 24 de julho. 

Segundo um anúncio feito na última quinta-feira, a empresa receberá 268,7 bilhões de yuans em dinheiro e participação acionária pela entrega de suas redes de gasodutos, armazenamento e terminais de importação como parte da criação da gigante nacional de gasodutos PipeChina.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

3 comentários em “PetroChina começa a investir em energia solar e eólica

Deixe uma resposta