Petroleiras devem divulgar prejuízos no 2º tri

Segundo analistas e dados do Refinitiv Eikon, as principais empresas de petróleo e gás dos Estados Unidos e Europa devem reportar prejuízos no segundo trimestre, depois da pandemia de coronavírus que afetou a demanda por combustíveis e os preços. 

Com os recentes acontecimentos, como a paralisação de viagens e empresas em função dos “lockdowns”, as margens para produtos refinados, como gasolina, diesel e querosene, afundaram para território negativo.

Na Equinor, a unidade de “marketing & midstream”, que inclui a divisão de trading, foi o único departamento da empresa a gerar lucro antes de impostos no segundo trimestre, tendo se posicionado bem em meio à estrutura “contango”, na qual o preços do petróleo para entrega imediata são mais baratos que os de contratos de prazos mais longos.

BP e Shell já reduziram suas projeções para o preço do petróleo no longo prazo, realizando provisões, respectivamente, de 13 bilhões a 17,5 bilhões de dólares e de 15 bilhões a 22 bilhões de dólares no segundo trimestre.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta