Petroleiros da Petrobras iniciam greve de 5 dias

Nesta segunda-feira (25), petroleiros da Petrobras começaram uma paralisação contra os atos de desmonte da estatal. Aprovada pela Federação Nacional dos Petroleiros (FUP), a greve iniciou nesta madrugada com cortes e atrasos na rendição dos turnos, além de mobilizações nacionais, como campanha para doação de sangue. A intervenção está prevista para durar até a próxima sexta-feira (29), de acordo com a FUP, que afirmou ainda que a ação não afetará os serviços de abastecimento de combustíveis.

As reinvindicações incluem a denúncia contra o aumento dos riscos de acidente em diversas funções, violações das normas de saúde, segurança e meio ambiente, além da redução do quadro de funcionários da Petrobras, que estaria descumprindo o recém-assinado Acordo Coletivo de Trabalho (ACT). Segundo a federação e outros sindicatos, as privatizações e o fechamento de diversas unidades têm impactado os petroleiros com demissões e transferências em massa.

Vale lembrar que no último sábado (23), o Tribunal Superior do Trabalho (TST) determinou impedimento da greve sob pena de multa diária de 2 milhões aos sindicatos. Assim, os trabalhadores decidiram se reunir de forma a não afetar a produção diária por meio mobilizações coletivas em prol da sociedade. De acordo com a FUP, a doação de sangue e outras ações, além de buscar visibilidade para as causas, também têm por objetivo chamar a atenção da população para a chegada de possíveis manchas de petróleo ao estado do Rio de Janeiro.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta