Óleo estrangeiro mancha praias do Nordeste

Em uma nota publicada em seu site, o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) informou que, após análises feitas pela Marinha e Petrobras, a substância que poluiu praias de diversos estados do Nordeste é petróleo cru, ou seja, não se origina de nenhum derivado de óleo. O material é produzido no exterior e ainda não tem origem identificada.

Em estudo feito pela Petrobras, a empresa informou que o petróleo encontrado não foi produzido, nem comercializado por ela. O Ibama requisitou apoio da estatal para atuar na limpeza de praias e nos próximos dias, a empresa irá disponibilizar um contingente de cerca de 100 pessoas.

Desde o dia 2 de setembro, o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, a Marinha e a petroleira estatal, têm promovido uma série de ações com o objetivo de investigar as causas e responsabilidades dos despejos no meio ambiente.

Isso se deve ao aparecimento das manchas de óleo cru, que começaram a surgir no início do mês de setembro, em praias de Pernambuco. A substância se espalhou e, segundo o Ibama, 46 municípios, com 99 localidades, foram atingidos. Além disso, nove animais marinhos apareceram sujos e seis morreram.

Fique por dentro de tudo sobre a indústria onshore e offshore na Panorama Offshore. Tenha as últimas informações sobre petróleo, gás, energias, pré-sal, biocombustíveis, gasolina, Petrobras, offshore e muito mais! Nos acompanhe nas redes sociais através do www.panoramaoffshore.com.br, www.facebook.com/panoramaoffshore e www.instagram.com/panoramaoffshore.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

2 comentários em “Óleo estrangeiro mancha praias do Nordeste

Deixe uma resposta