Petróleo: governo concede 18 áreas em leilão

Nesta sexta-feira (4), o governo brasileiro realizou mais um leilão de petróleo e concedeu 18 áreas para a exploração e produção da commodity. O certame, que não contou com a participação da Petrobras, recebeu ofertas e arremates de sete empresas e arrecadou R$ 56,7 milhões, garatindo investimentos mínimos de R$ 160,6 milhões. Foi o segundo leilão realizado seguindo o modelo da Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) de oferta permanente, inaugurado em 2019.

O campo de Juruá, no Amazonas, foi a única área alvo de disputa, sendo vendida para a Eneva, a maior vencedora do leilão com 8 áreas. Outra petroleira presente foi a Shell, vencedora de um bloco nas águas ultraprofundas da Bacia de Campos por R$ 12 milhões.

No modelo de oferta permanente, os blocos ficam permanentemente disponíveis para manifestações de interesse das petroleiras. Com manifestações acumuladas, a ANP realiza o leilão com os setores que despertaram interesse.

As empresas contempladas no certame foram Shell, Enauta, Eneva, Imetame, Petrorecôncavo, Petroborn e ENP Ecossistemas.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta