Aumento no petróleo aguça investidores

A produção do petróleo no pré-sal do Brasil tem sido cada dia mais surpreendente. No mês de junho, os números superaram as expectativas com produção maior que a do pós-sal. Originário de 77 poços, e correspondendo a aproximadamente 49,6% da produção de petróleo e gás brasileiro, o total produzido no mês de junho foi de 1,686 milhão de barris de óleo equivalente por dia, número 6,4% maior que em relação a maio.

Ao todo, a produção de petróleo no Brasil foi de 2,675 milhões de barris por dia (1.321,813 bbl/d, no pós-sal), um crescimento de 0,8%, em comparação com o mês anterior e de 4,5% em relação ao mesmo mês em 2016. Já a produção de gás natural no Brasil o total foi de 111 milhões de metros cúbicos por dia, aumento de 7,4% em relação a igual período de 2016 e 6,1% a mais que em maio. Só no pré-sal, a produção foi de aproximadamente 53 milhões de metros cúbicos por dia.

O campo de Lula, na Bacia de Santos, foi o maior produtor de petróleo e gás natural. Os campos marítimos produziram 95,3% do petróleo e 80,8% do gás natural. A produção total do Brasil ocorreu em 8.220 poços, sendo 744 marítimos e 7.476 terrestres.

O aumento do petróleo no Brasil abre precedentes para que investidores e empresas fiquem mais interessadas em participar das próximas rodadas de licitação da ANP, agendadas para acontecer até 2019. Somente no mês de setembro, 287 blocos nas bacias sedimentares devem ser ofertados na 14º Rodada de Licitações da ANP, que totalizam cerca 122,6 mil km² nas áreas marítimas de Sergipe-Alagoas, Espírito Santo, Campos, Santos e Pelotas e nas bacias terrestres de Paraná, Parnaíba, Potiguar, Recôncavo, entre outras.

Além de três novas áreas do pré-sal que devem ser ofertadas ao mercado em novembro, na 3ª rodada de licitações do petróleo. Continue interagindo com a Panorama Offshore e obtenha informações relevantes sobre o mundo do petróleo, gás e energias. Lembre-se: seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore.



Um comentário em “Aumento no petróleo aguça investidores

  • 2 de agosto de 2017 em 15:05
    Permalink

    Esse aumento do petróleo no Brasil realmente abre espaço para o conhecimento de possíveis investidores e empresas para as próximas rodadas de licitação da ANP.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *