Petróleo poderá não ser único recurso energético de Angola

O diretor do departamento da Sonangol, António Feijó Junior, disse em entrevista que acredita que a importância do petróleo pode ser reduzida ao longo dos anos. Para o diretor, a Angola não pode ter no óleo o único recurso do país, porque além de ser um recurso finito é um produto poluidor.

Antônio Feijó acredita que em poucos anos o gás se tornará mais importante que o petróleo e as centrais nucleares e fontes renováveis devem evoluir. Desta forma, é necessário que o país africano caminhe também nesta direção.

Atualmente Angola é um dos maiores produtores de petróleo da África junto com a Nigéria, produzindo 1,8 milhão de barris por dia. Contudo, parece que o país agora está interessado em diversificar suas energias.

Continue acompanhando a Panorama Offshore e mantenha-se informado sobre tudo o que acontece no mercado de petróleo, gás, energias, biocombustíveis e combustíveis. Lembre-se: seu negócio passa por aqui!



Deixe uma resposta