PetroRio compra o que faltava do campo de Frade

A Petrobras fechou acordo com a PetroRio pela venda de sua participação de 30% da concessão do campo de Frade, localizada na Bacia de Campos, litoral norte do estado do Rio de Janeiro. O valor total da operação é de US$ 100 milhões, a ser pago em duas parcelas: US$ 7,5 milhões na assinatura do contrato e US$ 92,5 milhões no fechamento da transação. Com a venda, a PetroRio passará a ter 100% dos ativos da área.

O contrato foi assinado na última quinta-feira (28), entre a Petrobras e a PetroRio Jaguar Petróleo Ltda., subsidiária da PetroRio S.A. O fechamento da transação está sujeito ao cumprimento de condições precedentes e aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

A operação inclui também a venda da totalidade da participação detida pela Petrobras Frade Inversiones S.A. (PFISA), subsidiária da Petrobras, na empresa Frade BV, que detém a propriedade dos ativos offshore, utilizados no desenvolvimento da produção do campo de Frade.

Atualmente, a PetroRio, por meio de suas subsidiárias, detém 70% da concessão de Frade. Após a conclusão da venda, a companhia passará a deter, por meio de suas subsidiárias, 100% do consórcio e da empresa Frade BV. A PetroRio também é operadora do campo de Polvo (100%), situado na Bacia de Campos.

Campo de Frade

O campo de Frade está localizado a cerca de 118 km da costa norte do estado do Rio de Janeiro, em lâmina d’água entre 1.050 e 1.300 m. O início de produção foi em junho de 2009 e a média de produção no ano de 2019 foi de 18,4 mil boe/dia.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta