Pouco investimento e preço baixo fizeram setor de petróleo desacelerar em 2016

Impulsionado pelos baixos preços do petróleo nos últimos tempos, os investimentos no setor tiveram uma desacelerada nas atividades em 2016. De acordo com a Agência Internacional de Energia, no ano passado as descobertas globais de óleo caíram para um mínimo recorde, atingindo apenas 2,4 bilhões de barris, quando nos últimos 15 anos a média era de 9 bilhões.

Além disso, o volume de explorações aprovadas para desenvolvimento em 2016 caiu para 4,7 bilhões de barris, 30% abaixo do ano anterior. Ainda segunda a Agência, essa desaceleração que reflete a redução de gastos de investimentos em novos projetos deve perdurar este ano de 2017, o que vem causando preocupações em investidores do setor.

A queda histórica causa receio entre os membros do setor energético nacional, principalmente devido esse momento de risco geopolítico em países que são grandes produtores como a Venezuela. Entre as áreas mais atingidas pela retenção da indústria, o setor de offshore foi o mais brutalmente impactado. Dos recursos convencionais sancionados em 2016, apenas 13% eram offshore, quando entre 2000 e 2015, esse percentual era de 40 em média.

Apesar da previsão não ser positiva, seguimos firmes na perspectiva de melhorar rápidas para o mercado de petróleo e gás global. Mantenha-se sempre informado com notícias sobre a área de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore. Acesse o portal da Panorama Offshore e lembre-se: Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta