PPSA analisa futuro da produção brasileira de pré-sal

Nesta última terça-feira (17), o diretor-presidente da estatal Pré-Sal Petróleo SA (PPSA), Eduardo Gerk, apresentou uma estimativa feita pela empresa, que aponta que o Brasil deve ter direito, ao longo dos próximos dez anos, a um total acumulado de 1 bilhão de barris de petróleo decorrentes da fatia da União em contratos de partilha da produção assinados para áreas no pré-sal.

As projeções, divulgadas pela PPSA durante evento online da agência EPBR, também mostram que o Tesouro Nacional poderia levantar aproximadamente 75,3 bilhões de dólares só com a comercialização dessa produção. Além disso, também consideram possível a arrecadação de 72,4 bilhões de dólares com royalties e 56,7 bilhões de dólares em tributos, foram a receita de venda dos barris.

Os números sobre as perspectivas futuras da PPSA vêm enquanto o ministro da Economia, Paulo Guedes, tem dito que o governo vai buscar a privatização da empresa. No início do mês, Guedes afirmou que a estatal será incluída em um grupo de companhias a serem desestatizadas até o final de 2021.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta