Pré-sal brasileiro pode disputar com produtos dos Estados Unidos

O pré-sal brasileiro pode ser considerado um produto de baixo custo da indústria do petróleo global, devido aos avanços geológicos e tecnológicos que aumentaram a eficiência do produto. Com o aumento de sua qualidade, pode competir com as mercadorias não convencionais dos Estados Unidos como o “shale oil” e “shale gas”.

A produção da camada do petróleo de pré-sal já simboliza mais de 50% da produção nacional. De acordo com Adriano Bastos, Presidente da BP no Brasil, a expectativa é de que até o ano de 2030 o País se torne um grande exportador mundial de petróleo e gás. “Porém, é necessário a aceleração do ritmo para que as reservas sejam mais exploradas”, indicou Bastos.

Mantenha-se informado sobre tudo no mercado de petróleo, gás, energia, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore no portal da Panorama Offshore e lembre-se: seu negócio passa por aqui! Acesse: www.panoramaoffshore.com.br.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

14 comentários em “Pré-sal brasileiro pode disputar com produtos dos Estados Unidos

Deixe uma resposta