Pré-Sal Petróleo será comercializadora direta de petróleo da União

Como pagamento pela exploração dos campos do pré-sal, previsto no regime de partilha, a estatal Pré-Sal Petróleo (PPSA) será comercializadora direta do petróleo da União. O governo federal deve decidir se editará medida provisória (MP) ou um projeto de lei (PL), visto que, a PPSA só poderá vender diretamente o óleo à União se houver mudança na regulamentação.

Pela lei atual, a estatal responsável por gerenciar a produção nos campos do pré-sal precisa contratar um agente comercializador para realizar as operações, o que impediria a venda direta à União. De acordo com informações, as mudanças na regra devem ocorrer em breve, já que a produção no campo de Libra, na Bacia de Santos, pode ocontecer ainda este mês.

Segundo Ibsen Lima, diretor-presidente da PPSA, o governo deve decidir por editar uma medida provisória, para que já no primeiro trimestre de 2018, com a produção efetiva no campo de Libra, a União comece a receber seu percentual no óleo. O início dos Testes de Longa Duração (TLD), no navio-plataforma (FPSO), pioneiro em Libra, deve começar até o fim do ano. A previsão é que o navio consiga produzir até 50 mil barris por dia apenas com a interligação de um único poço.

Quer saber mais sobre o mundo do petróleo, gás, energias, pré-sal, combustíveis, gasolina, Petrobras e offshore? Continue acompanhando a Panorama Offshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui! Confira: www.panoramaoffshore.com.br e  www.facebook.com/panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:


Deixe uma resposta