Pré-sal: Replan tem recorde de processamento de óleos

A Petrobras anunciou, através de um comunicado, que a Refinaria de Paulínia (Replan) atingiu em novembro um novo recorde de processamento de óleos do pré-sal. A unidade alcançou a marca de 1.356.851 m³, o equivalente a 74% do total do petróleo processado no mês.

Dentre os óleos do pré-sal processados em novembro na refinaria, destacaram-se os petróleos Búzios, Sapinhoá, Tupi e Atapu. Segundo a estatal, a produção de óleo da camada pré-sal tem aumentado consideravelmente nos últimos anos e contribuído para o menor processamento de óleos leves importados, pois os óleos do pré-sal são mais leves que os óleos dos campos do pós sal.

Lembrando que a Replan já tinha batido um recorde no mês de outubro deste ano, quando registrou 1.316.876 m³ de óleos do pré-sal processados, o que representou 68% da carga. A unidade tem capacidade de processar 69 milhões de litros de petróleo por dia. Os principais derivados produzidos são diesel, gasolina, querosene de aviação (QAV), gás liquefeito de petróleo (GLP), óleos combustíveis, asfaltos, coque e propeno.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta