Pré-sal representa 51,5% da produção de P&G

Na última terça-feira (5), a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou, em nota, que os campos de Lula, Búzios e Sapinhoá, todos no pré-sal da Bacia de Santos, produziram 1,924 MMboe/d, o que corresponde a cerca de 51,5% e mais da metade da produção brasileira no mês de setembro.

Em destaque, o campo de Lula foi o que mais produziu petróleo: uma média de 962 MMbbl/d, além disso, também foi o maior produtor de gás natural, com uma média de 39,7 MMm3/d.

A produção do Pré-sal, gerada por 110 poços, foi de 1,827 MMbbl/d de petróleo e 73,3 MMm³/d de gás natural, totalizando 2,289 MMboe/d. Esse valor corresponde a 61,2% do total produzido no Brasil.

Já o aproveitamento de gás natural foi de 97,5% e queima de gás no mês foi de 3,275 MMm³/d, uma redução de 1,4% se comparada ao mês anterior e aumento de 5,2% se comparada ao mesmo mês em 2018.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta