Preço da gasolina pode ser novamente reajustado

O diretor e refino e gás da Petrobras, Jorge Celestino, afirmou em 11 de novembro, que a nova política de preços dos combustíveis permite à empresa realizar mais de um ajuste por mês, caso o mercado esteja muito volátil. A companhia anunciou a segunda redução nos preços da gasolina e do diesel em 2016, em 3,1% e 10,4%, respectivamente. A primeira havia sido realizada no dia 14 de outubro.

“A política de preços prevê que, pelo menos uma vez por mês, a gente se reúna para discutir esse tema. Mas, em função da volatilidade, pode, sim, ser feito mais de uma vez por mês”, afirmou o executivo, em teleconferência com analistas para detalhar o balanço do terceiro trimestre.

Na teleconferência, a gerente executiva de relações com investidores da estatal, Isabela Mesquita Carneiro da Rocha, disse que, mesmo depois dos dois reajustes, as margens de lucro da empresa na venda de combustíveis permanecem acima do previsto no plano de negócios da companhia.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta