Preço do petróleo atua em equilíbrio

Os contratos futuros do petróleo operavam perto da estabilidade nesta quinta-feira, com o petróleo dos Estados Unidos em torno de uma máxima de três anos e meio, mas investidores ainda temem uma grande queda nas exportações do Irã em razão de sanções norte-americanas e, consequentemente, um aperto na oferta. O petróleo Brent subia 0,19 dólar, ou 0,24 por cento, a 77,81 dólares por barril, às 9:05 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 0,27 dólar, ou 0,37 por cento, a 72,49 dólares por barril.

Os Estados Unidos exigiram nesta semana que todos os países suspendam as importações de petróleo iraniano a partir de novembro, um posicionamento que reflete o esforço do governo de Donald Trump de cortar o financiamento à nação asiática.
A medida se segue a uma decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo na semana passada de aumentar a produção para tentar moderar os preços do petróleo, que subiram mais de 40 por cento no último ano. “Várias pessoas estarão revisando suas previsões para a perda de barris iranianos”, disse Harry Tchilinguirian, estrategista do banco francês BNP Paribas, no Reuters Global Oil Forum.

Os preços do petróleo subiram em grande parte em 2018 devido ao aperto nas condições de mercado, dada a demanda recorde e os cortes de oferta liderados pela Opep. Fonte: Último Instante.

Acompanhe tudo o que acontece no mercado de petróleo e gás através da Panorama Offshore e obtenha informações e notícias de qualidade sobre petróleo, gás, energias, pré-sal, biocombustíveis, combustíveis, gasolina, Petrobras e offshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br e www.facebook.com/panoramaoffshore.

 



Deixe uma resposta