Preços do petróleo caem; expectativa por produção cresce

Os efeitos econômicos ocasionados pelo recente aumento de casos de covid-19 no mundo impactaram o mercado petrolífero nesta segunda-feira (03). Especialistas temem que a indústria sofra com uma oferta excessiva, uma vez que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e seus aliados começaram a flexibilizar os cortes de produção no início do mês.

Assim, os preços do petróleo sofreram queda na manhã desta segunda. Por volta das 08:07 (horário de Brasília), o petróleo Brent recuava 0,25 dólar, ou 0,57%, a 43,27 dólares por barril. Já o petróleo dos Estados Unidos caía 0,32 dólar, ou 0,79%, a 39,95 dólares por barril. Vale lembrar que no último mês, o Brent foi negociado entre 41 e quase 45 dólares.

Esse cenário mostra uma ansiedade por parte dos especuladores para que a demanda por petróleo se estabilize. Por sua vez, membros da Opep+ que vinham cortando a produção em 9,7 milhões de barris por dia (bpd) desde maio, começaram a reduzir somente em 7,7 milhões de bpd até dezembro no início deste mês. No mais, os casos de coronavírus voltaram a crescer nos Estados Unidos e em outros países, que começaram a impor novas restrições de isolamento. Os que ainda estavam com medidas preventivas, prorrogaram todas elas visando controlar a pandemia.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta