Bacia de Santos completa uma década de conquistas

Neste mês, a Petrobras completou dez anos de produção no pré-sal da Bacia de Santos, a maior bacia sedimentar do País. Com uma década de existência, a região já compreende 16 plataformas e mais de 150 poços em operação que respondem por impressionantes 90% de toda a produção no pré-sal brasileiro.

Alcançando números excepcionais, em abril, por exemplo, a produção operada pela Petrobras no pré-sal bateu um novo recorde com média mensal de 1,94 milhões de barris de petróleo por dia e pico diário de produção de 2,07 milhões de barris.

Só nos últimos 11 meses, seis plataformas iniciaram sua operação no pré-sal da Bacia de Santos, sendo cada uma com capacidade para produzir até 150 mil bpd. A expectativa para os próximos anos é de que haja ainda mais investimentos nesta camada, com injeção de US$ 27 bilhões da Petrobras até 2023 para instalação de 11 plataformas, sendo sete destinadas a Bacia de Santos.

Início da trajetória
A operação no pré-sal da Bacia de Santos começou em 1º de maio de 2009, por meio de um TLD (Teste de Longa Duração) realizado pelo FPSO BW Cidade de São Vicente no Campo de Lula (antiga área de Tupi, como era chamada na época).

Em 28 de outubro de 2010, foi iniciado o Sistema de Produção Definitiva do Campo de Lula, realizado por meio do FPSO Cidade de Angra dos Reis, que está instalado a cerca de 280km da costa e em águas com profundidade de 2.200m.

Acesse o portal da Panorama Offshore e saiba quais são as principais notícias da indústria nos setores de petróleo, gás, energias, onshore, offshore e tecnologias. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui! Confira em www.panoramaoffshore.com.br / www.facebook.com/panoramaoffshore / @panoramaoffshore

 

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta