Produtores da América Latina lutam para cobrir custos

O atual quadro global tem assombrado produtores petrolíferos. O somatório de uma guerra de preços entre gigantes globais do petróleo mais a queda do petróleo causada pela epidemia de coronavírus, tem feito os produtores do ramo P&G da América Latina lutarem para cobrir custos de produção, aumentando as chances de cortes e atrasos nos investimentos nos próximos meses.

A guerra de preços está enxugando as vendas spot de tipos pesados da América Latina, derrubando valores de referência regionais como o mexicano Maya, enquanto arrastou o principal petróleo da Venezuela, Merey, para apenas 8 dólares por barril na semana passada. Além disso, com a demanda de combustível nos Estados Unidos – o principal mercado de petróleo da América Latina – diminuindo à medida que o país entra em isolamento, o apetite por petróleo pesado das refinarias do Golfo dos EUA caiu.

“Não haverá uma recuperação rápida desses preços baixos”, disse um trader de petróleo da América Latina a Reuters. “Agora estamos vendo a destruição da demanda e todos sabemos o que vem depois disso: demissões, cortes de produção e investimentos adiados”, completou. 

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta