Projeto Éden funcionará com energia geotérmica

O Conselho da Cornualha e a União Europeia (UE) anunciaram que irão financiar esquema para exploração de energia geotérmica limpa para aquecer os grandes biomas do Projeto Éden. A perfuração deve começar nos próximos meses, ainda sem data definida, e o valor estipulado inicialmente é de 16,8 milhões de libras.

Uma réplica impecável da floresta tropical e do clima mediterrâneo, o Projeto Éden se caracteriza por duas gigantescas estufas que abrigam diversas espécies e vegetais. O complexo, que está localizado em Cornualha, na Inglaterra, receberá um projeto de exploração de ‘pedras quentes’ sob atração.

O co-fundador do Projeto Éden, Sir Tim Smit, disse que o plano geotérmico foi o maior salto para o Éden desde que ele foi inaugurado, em 2001. “Desde que começamos, o Éden sonhava que o mundo deveria ser alimentado por energia renovável. O sol pode fornecer energia solar massiva e o vento tem sido aproveitado pela humanidade há milhares de anos, mas porque ambos são intermitentes e a tecnologia da bateria ainda não pode armazenar tudo o que precisamos, existe uma lacuna”, relatou Smit.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta