Redução de fornecimento de gás pode render perda milionária à Petrobras

Ao definir o orçamento da CDE e normatizar os subsídios incluídos no encargo neste ano, a Aneel reajustou o volume de gás que entende necessário para as usinas para a Região Norte do país, para a quantidade 4,1 m³ por dia. Contudo, pelo acordo da Petrobras com a Amazonas Energia, para abastecimento das usinas de Manaus e demais cidades da Região, o volume fixo deve ser de 5,5 milhões de m³ de gás por dia. O que ocasionará a estatal uma perda de R$ 600 milhões.

A Petrobras encaminhou um “pedido de reconsideração” na semana passada à Aneel, em uma tentativa de reverter a situação. A estatal informou que o abastecimento fixado em 5,5 milhões de m³/dia está estabelecido em contrato e não pode ter injúria por lei ou ato administrativo. Aneel afirmou que a redução do volume de gás está em fase de fiscalização.

Obtenha mais informações sobre o mundo offshore. Continue interagindo com o Panorama, o portal que é a ferramenta ideal para os que precisam e buscam informações e notícias de qualidade sobre petróleo, gás e offshore. Lembre-se: Seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta