Redução de produção de petróleo pode piorar situação da Venezuela

Já não é nenhuma novidade que a situação econômica e política da Venezuela está passando por um tórrido período e para complicar ainda mais a conjuntura, o país que é dono das maiores reservas de petróleo do mundo, estimadas em 300 bilhões de barris, tem tido uma drástica redução na sua produção.

Segundo a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), de 1998 até maio deste ano, a produção do petróleo venezuelano caiu 30%, indo de 3,1 milhões de barris diários para 2,18 milhões. Há ainda expectativas de que até o fim do ano o país não produza mais de 2,1 milhões de barris dia. O que pode agravar a situação, visto que 94% das receitas são de exportação de petróleo.

Mantendo modelo econômico que pouco estimula os investidores, estando sem recursos adequados, politização da estatal PDVSA e mantendo o pacto global de redução de petróleo, não se sabe até quando a Venezuela conseguirá se manter sem tais investimentos do setor petrolífero.

Continuamos atentos ao caminhar da situação do petróleo lá, bem como em todo o mundo. Mantenha-se informado sobre tudo o que acontece no mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore acompanhando a Panorama Offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br. www.facebook.com/panoramaoffshore.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta