Refino do petróleo, fator essencial que move a economia

No setor offshore, a fim de utilizar as substâncias presentes no petróleo, é preciso realizar a separação de cada um dos componentes, por isso algumas medidas importantes são necessárias para o refino do produto. Ao ser extraído do fundo do mar, o óleo traz consigo diversas impurezas que são separados por meio da decantação e para os aspectos maiores como areia, argila ou pedaços de rochas, há a utilização da filtração. Após essa etapa, é realizada a destilação fracionada, utilizando a torre de destilação no qual o óleo é colocado em um forno para que seja aquecido e assim, seus componentes passem para o estado gasoso, e aí permanecem líquidos.

Em seguida, há a destilação a vácuo onde os elementos mais pesados entram em ebulição em temperaturas mais baixas que o seu ponto de inicial, evitando que as moléculas de cadeias mais longas, quebrem-se. Assim, dando continuidade ao refino, é aplicado o craqueamento térmico ou catalítico do petróleo, e há o processo de quebra das moléculas mais longas em moléculas menores, transformando-se em uma das etapas mais importantes do petróleo.

O craqueamento é feito para aumentar a chances de aproveitamento do petróleo e obter subprodutos que são usados como matérias-primas na produção de plásticos e borrachas. Finalmente, a última etapa refere-se a reforma catalítica que tem como função a reestruturação das moléculas, as cadeias de hidrocarbonetos em cadeias ramificadas, caracterizando cíclicas e aromáticas.

Todos esses processos são específicos para os cuidados no refino do petróleo, para que assim o setor offshore consiga desenvolver cada vez mais suas técnicas fundamentais para todos os países e grandes empresas nas extrações e refino dessa commodities.

Mantenha-se informado sobre o mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore. Acesse o portal Panorama offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui! Confira: www.panoramaoffshore.com.br e www.facebook.com/panoramaoffshore.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta