Renova Energia pede recuperação judicial

Por meio de comunicado, a Renova Energia entrou com um pedido de recuperação judicial que contempla o valor total de 3,1 bilhões de reais, sendo 834 milhões correspondentes a débitos entre empresas e 980 milhões a débitos com os acionistas.

O pedido é em decorrência do fracasso na venda do seu parque eólico Alto Sertão III para a AES Tietê no início deste mês. Atualmente, o projeto possui dívida de quase 1 bilhão de reais com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Recentemente, a Light vendeu sua fatia de participação da Renova Energia, que também é controlada pela Cemig. Após o anúncio da empresa de energia elétrica, o diretor vice-presidente de Finanças, Desenvolvimento de Negócios e Relações com Investidores, Claudio Ribeiro, apresentou pedido de renúncia ao cargo. A Renova Energia foi criada em 2001 e era considerada uma das mais promissoras organizações no ramo de energia.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

3 comentários em “Renova Energia pede recuperação judicial

Deixe uma resposta