Retomada de sanções sobre o Irã devem reduzir demanda em 2019, segundo Opep

A queda das exportações iranianas de petróleo foi substituída pela retomada das sanções norte-americanas, segundo a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo). O grupo também reduziu a previsão de demanda do combustível para 2019, para evitar o excesso de produção — na semana anterior, a Opep já havia se reunido para discutir o tema.

Em relatório mensal, a Opep afirmou que a sua produção caiu apenas 11 mil barris por dia, passando a ser de 32,97 milhões de bpd no mês de novembro. Apesar da reimposição de sanções dos EUA sobre o Irã, a Arábia Saudita bombou a uma taxa recorde.

Ainda de acordo com a organização, a demanda de petróleo em 2019 deve ser reduzida para 31,44 milhões de bpd. Enquanto os rivais aumentam a sua produção em ritmo desacelerado, a Opep e seus aliados, em reunião ocorrida em Viena, concordaram em voltar a cortar a oferta no próximo ano, com previsão de reduzir a produção em 1,2 milhão.

Mantenha-se atualizado sobre tudo o que acontece no mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore, aqui no portal da Panorama Offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui! Confira em: www.panoramaoffshore.com.br e www.facebook.com/panoramaoffshore



Deixe uma resposta