Rússia se torna a maior produtora de petróleo do mundo

Segundo dados da Iniciativa Conjunta de Dados de Organizações (JODI, na sigla em inglês), a Rússia produziu 10,49 milhões de barris de petróleo por dia em dezembro de 2016, número que ultrapassou a gigante global de óleo Arábia Saudita, e colocou os russos no topo do ranking de produção de petróleo do mundo.

Essa foi a primeira vez, desde março de 2016, que a Rússia ultrapassou a produção da Arábia Saudita, que em dezembro bombeou 10,46 milhões bpd. Os Estados Unidos ficaram em terceiro lugar na lista de maiores produtores, tendo bombeado cerca de 8,8 milhões de unidades. O Iraque ficou na quarta posição, com 4,5 milhões de barris por dia, seguido da China, com 3,98 milhões.

Tanto a Rússia como a Arábia Saudita, entre outros países membros da Opep se comprometeram em reduzir a produção para valorização do preço da commodity no mundo. A redução acordada pela Organização é de corte de 1,2 milhões de barris da Arábia Saudita e 300.000 barris por dia da Rússia.

Contudo, apesar da grande produção, em fevereiro deste ano, conforme noticiado pela Panorama Offshore, o ministro de Energia da Rússia, Alexander Novak, informou que o país deverá reduzir a produção de petróleo mais rápido do que no período estimado pela Opep. Em declaração, Novak disse que é possível que as empresas acelerem os cortes visando ultrapassar os planos apresentados inicialmente.



Deixe uma resposta