Sauditas devem intensificar redução de estoques

A crise diplomática no Oriente Médio tem repercutido forte no mercado global de petróleo. Após cortar relações com o Qatar, depois que o país se recusou a aceitar o pedido do presidente norte-americano, Donald Trump, para se unir contra o extremismo, a Arábia Saudita acenou que nos próximos três a quatro meses fará uma redução nos estoques de petróleo bruto.

O destino poderá ser os Estados Unidos, visto que o ministro de Energia da Arábia Saudita, Khalid al-Falih, comentou que os sauditas planejam aumentar, a longo prazo, suas exportações para o país norte-americano. Segundo Falih, atualmente os Estados Unidos não estão tão bem abastecidos do óleo.

Após amenizar o medo dos investidores sobre a elevada oferta de petróleo, afirmando que a redução dos estoques vai acelerar com tempo, o mercado respondeu de forma positiva e o barril do petróleo obteve pequenos ganhos. Parece que o sentimento em relação a commodity começou a melhorar.

Continue acompanhando a Panorama Offshore e obtenha mais notícias sobre a área de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui. Confira: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore.



Deixe uma resposta