Shell perfura poço seco em região offshore, diz ANP

No último dia 13 de junho, a Shell concluiu a exploração de seu primeiro poço no bloco Saturno. No entanto, a assessoria da Agência Nacional de Petróleo (ANP), confirmou que se tratava de um poço seco, enquanto a petrolífera disse que não podia comentar devido ao período de silêncio antes da divulgação do balanço.

Em 2018, a Shell e Chevron venceram a Exxon Mobil na disputa com um bônus de assinatura de US$ 780 milhões pelo bloco. A companhia também descobriu petróleo no Alto de Cabo Frio Oeste, e a Petrobras em Uirapuru, mas informações preliminares indicam que ambos os poços podem não superar obstáculos econômicos, segundo Marcelo de Assis, chefe de pesquisa upstream da Wood Mackenzie. 

“Se você eliminar todos esses poços, a produção futura vinculada a atividades exploratórias diminuirá significativamente”, disse o chefe à Bloomberg. “Isso reduzirá o interesse em rodadas de licitação futuras e aumentará a pressão em termos fiscais mais favoráveis.”

Além disso, o acontecimento poderia ser um sinal de que a Petrobras já pode ter pego os melhores depósitos de petróleo da região. “Existe o risco de que os melhores campos já tenham sido descobertos. O polígono do pré-sal é uma área enorme e pode ser bastante heterogêneo do ponto de vista geológico”, afirmou Assis.

Segundo a Bloomberg, a estatal também possui um programa para eliminar completamente os poços secos, usando inteligência artificial para aproveitar dados acumulados de exploração e reduzir o tempo necessário para iniciar a produção comercial.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

2 comentários em “Shell perfura poço seco em região offshore, diz ANP

Deixe uma resposta