Shell quer diminuir emissões de metano

A empresa Shell anunciou nesta segunda-feira, 17 de setembro, que pretende manter intensidade de emissões de metano abaixo de 0,2% até 2025. A liberação de metano possui maior impacto na atmosfera do que o dióxido de carbono, porque é liberada cerca de 0,1% a 0,8% no petróleo e no gás.

Diante disso, a empresa está implantando câmeras de infravermelho para fazer a verificação das emissões de metano na camada de oxônio para reduzir os impactos. De acordo com o diretor de Gás e Novas Energias da Shell, Maarten Wetselaar, o objetivo é reduzir o gás metano e a Pegada de Carbono Líquida de 2050.

Segundo o executivo, isso é uma demonstração do foco da companhia em combater as emissões de gases de efeito estufa e esses esforços fazem parte da estratégia da estatal em crescer durante a transição de energia global, e oferecer mais energia limpa.

A Shell em 2015, se uniu ao projeto do Banco Mundial Zero Routine Flaring by 2030 para incentivar empresas e instituições a contribuir com o desenvolvimento de técnicas para o fim da queima de gás.

Acompanhe o portal da Panorama Offshore e fique por dentro de tudo que envolve o mercado de petróleo, gás, energia, gasolina, biocombustíveis, onshore e offshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui Confira:www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *