Shell visa aumentar exploração de petróleo no Brasil

Com a compra da BG realizada no ano passado, a Shell tem aumentado sua influência e participação no setor de exploração e produção de petróleo no Brasil, sobretudo, nas águas profundas do pré-sal. Mesmo tendo parte minoritária nos campos de Lula e Sapinhoá, a petrolífera anglo-holandesa já se tornou a segunda maior produtora de petróleo do país, atrás apenas na Petrobras.

Possuidora também de 20% no consórcio do campo de Libra, no pré-sal da Bacia de Santos, de acordo com recentes entrevistas, a Shell tem o intuito de investir ao menos US$ 10 bilhões no Brasil até 2020, o que além de fortalecer a economia nacional, também poderá elevar a oferta de empregos aos profissionais brasileiros.

Apesar de atuação ínfima na 14ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), ocorrida em setembro, a expectativa é a de que a Shell aumente seus investimentos para a 2ª e 3ª Rodadas do pré-sal, que estão programadas para acontecer no dia 27 de outubro. Com a proximidade dos leilões, cresce a expectativa por futuras oportunidades aos brasileiros.

Mantenha-se informado sobre tudo o que acontece no mercado de petróleo, gás, energias, gasolina, combustíveis, Petrobras, onshore e offshore. Não deixe de acompanhar a Panorama Offshore confira em: www.panoramaoffshore.com.br   www.facebook.com/panoramaoffshore. Lembre-se: seu negócio passa por aqui.

ACESSE AS REDES DA PANORAMA OFFSHORE:

Deixe uma resposta